Páginas

sexta-feira, março 30, 2012

No pé

"Boa Dia, meu nome é Ana tenho 20 anos e estava pesquisando na Internet alguns desenhos e valores de tattoo no pé, pois tenho interesse em fazer uma, vi num site uma tatoo e gostaria de saber em média quanto custaria uma tatuagem nesse estilo."

quinta-feira, março 22, 2012

O emprego perfeito

Na busca do emprego perfeito!

Nesta vida de consultora organizacional conheço muitas empresas … e posso garantir que não existe emprego perfeito!
Sempre, por mais que se ganhe bem, o ser humano terá algo a reclamar. Ou que o “chefe” é um chato, ou que tem trabalho demais, ou que a empresa é longe, ou que a infra-estrutura não é boa, ou isso ou aquilo! Bem, pode-se amenizar isso, buscando uma empresa que valorize o companheirismo, onde os colegas são agradáveis e que você faça o que goste para se sentir motivada.
Em uma destas empresas no qual realizo consultoria, tive a oportunidade de escutar:
- Acho que se trabalhar fosse bom ninguém pagava para a gente fazer!
Já “vi” muita gente reduzir seu salário consideravelmente pra ir pra outro emprego que o satisfaça e que dê ânimo e motivação. Mas, como todos dizem, o mercado de trabalho está bom, mas temos que planejar “as buscas”, a fim de minimizar os riscos. O ideal é você já começar a ver o que gosta de fazer e enviar currículos para as empresas em que você possa realizar trabalhos com satisfação e orgulho, mesmo que o salário seja menor. Mas alerto, siga um conselho, saia do seu emprego atual já com outro garantido, pois poderá correr sérios riscos de ter que arranjar qualquer coisa depois e ir trabalhar num local bem pior do que o atual.
Uma das formas atuais de buscar novas oportunidades, no qual utilizo é cadastrar o currículo no website da CATHO! Sim, o meu currículo está “lá”, pois consultor organizacional que se preza, sempre busca novas oportunidades, mas deixe-me explicar se não esta minha atitude será mal interpretada. Uso os serviços deste website, pois é uma das formas de entender a “movimentação do mercado” … recebo uma média de 10 oportunidades de emprego por semana, e se percebo que o “convite” é interessante, respondo-o ofertando os meus serviços de consultoria!
Para os meus amigos e “colegas” das empresas no qual atendo em projetos de consultoria, sempre alerto: busquem sempre novos desafios, senão no atual emprego … então em outros!
Para os que leram o “post” de colocar um tubarão em suas vidas … o recado está fortalecido!
Um pouco de riso … neste “post” sério, talvez ainda exista esperança de encontrar o emprego perfeito, veja o anúncio abaixo:

Pensem nisso e boa sorte!

domingo, março 18, 2012

Moda

Alinne Moraes e a festa chique de Sílvia

Alinne Moraes e a festa chique de Sílvia



A atriz dá dicas para compor uma produção de arrasar e mostra como usar vestidos curtos, inspirados nos modelos elogiados da sua personagem em Duas Caras


sexta-feira, março 16, 2012

segunda-feira, março 12, 2012

Foi do Ca...pricho!

A revista Capricho é a revista mais teen e uma das mais lidas. Em 1952, quando a garotadaainda nem imagina ter este estilo de vida de hoje, Victor Civita, o fundador da Editora Abril, criou a revista Capricho, sendo a primeira revista feminina do país. Quinzenalmente a pequena revista levava a seus leitores fotonovelas que era a grande sensação da época.
Em 1956 já eram mais de 500.000 exemplares por cada edição conquistando o posto de maior tiragem de revistas da América Latina.

sexta-feira, março 09, 2012

Com o Apoio dos Fãs

Ao Cubo conta com o apoio dos fãs para chegar ao Top 10 da MTV


Os integrantes do Ao Cubo estão trabalhando na divulgação do clipe “ Põe na Conta” e agora estão pedindo o apoio do público em geral e principalmente dos fãs para ajudá-los em mais esta missão. Abaixo você confere um texto enviado pelo Ao Cubo.
Convocação Geral
Salve Fiel Escudeiro, salve boa gente, queremos convocar  todos vocês  para uma missão de paz.
Como muitos de vocês já sabem, o clipe Põe na Conta está sendo distribuído em diversas emissoras do Brasil, porém a veiculação do mesmo, depende quase 100% de audiência, hoje a forma mais direta de medirem a audiência é via votação, seja ela via telefone, SMS, e-mail, redes sociais ou pedidos no próprio site.
Diante disso, pensamos em focar em uma única direção para obtermos melhores resultados. O que precisamos fazer é mostrar que tem muitas pessoas interessadas em assistir o clipe, como acontece com todos os artistas que aparecem na emissora. Então pedimos para que votem no Top 10 da MTV no novo Clipe do Ao Cubo Põe na Conta, divulguem nas redes sociais como twitter, facebook e orkut.
Acreditamos que essa é mais uma estratégia para derrubarmos a porta que tanto nos impede de transmitir as boas novas para a massa, talvez seja a primeira de muitas ações que precisaremos, mas independente de quantas ações precisarem, queremos contar com vocês como um bom Fiel Escudeiro.
Votem quantas vezes conseguirem, votem todos os dias por período indeterminado, se fosse pra estabelecer uma média de votos por pessoa, pediríamos pelo menos 50 votos diários, sendo que a quantidade que cada um votar, será muito bem vinda, logo em breve outras estratégias virão.
O programa vai ao ar de 2ª a 6ª, às 19:30h com reprise de 3ª a sábado às 12h.

domingo, março 04, 2012

Quero ficar rico trabalhando na Web

Quando pego minha carteira de trabalho e observo o primeiro registro de emprego, em setembro de 2000, tenho a sensação de que a economia do país melhorou. O salário mínimo da época era R$ 151,00. Atualmente, está em R$ 510,00. Não entendo de economia para calcular os ganhos reais (considerando a inflação, por exemplo) ao longo desses dez anos. “Talvez com os 151 reais daquela época você fizesse mais coisas do que com os 510 de hoje”, pode dizer um amigo. Mas o fato é que um número maior causa melhor impressão. Lembro que uma pesquisa recente divulgou que o salário mínimo do brasileiro deveria estar acima dos 1.500 reais para ser justo ao gastos mínimos de vida. Mas a realidade ainda é dura para o trabalhador!
Um dia quero ficar rico o suficiente para nem ter carteira de trabalho
Apesar da pouca experiência de vida e do limitado conhecimento que tenho, uma coisa eu penso: quem trabalha 8 horas por dia e recebe salário mínimo não realizará nem 10% dos sonhos. Esses dias parei para imaginar quantas reportagens ou quantos textos terei de escrever para comprar uma casa, um apartamento ou um carro. Fiquei desanimado. Com o que recebo atualmente, guardando metade do salário, levarei mais de 18 anos para comprar uma casa de 100 mil reais. Desanimador, eu sei. Um carro popular que custe em torno de 25 mil reais, levarei quase 5 anos para pagar.
Em época de vestibulares, quando via que o curso de Jornalismo estava entre os mais concorridos, imaginava que um dos motivos seria a boa remuneração da área. Engano puro! Certamente a concorrência era resultado de uma imagem distorcida (e glamourosa) da profissão. Hoje vejo que, na maioria das vezes, jornalista é profissão de pobre! E essa pobreza é tão democrática que qualquer um hoje tem o direito de considerar-se jornalista. Pior é que “democratização” é feita num discurso vazio que desqualifica a categoria. E os donos dos meios de comunicação, muitas vezes, preferem contratar quem não tem formação porque o custo é menor. Inseguros, os jornalistas profissionais (que estudaram quatro anos ou mais numa faculdade) acabam se submetendo aos salários baixos por questão de sobrevivência.
Diante dessa realidade que não facilita o enriquecimento através do emprego formal, a saída é buscar alternativas. A tecnologia, por meio da internet, tem permitido aos profissionais da comunicação alguns trabalhos freelances. Entendo esse tipo de atividade como se fossem modernos bicos. Mas a concorrência no universo virtual é tão grande quanto no real. Conseguir destaque não chega a ser uma missão impossível, porém, é laboriosa. A menos que você tenha uma ideia extremamente original e criativa, um canal no YouTube, por exemplo, pode levar anos para ficar conhecido. Eu tenho uma conta no YouTube desde 2006 e só agora consegui inserir anúncios no canal. Isso, claro, sem contar que a publicidade é veiculada em apenas um dos mais de 900 vídeos publicados. E o interesse de inserir os anúncios não partiu de mim, mas sim do Google, que é o dono do site. Cada clique nos anúncios equivale a alguns centavos de dólar acumulados na conta. Quando atingir 100 dólares o Google enviará um cheque pelos Correios. É esperar para ver!
Desde que me atinei para a possibilidade de enriquecimento (ou de simplesmente ganhar uns trocados) por meio da internet, coloquei o vídeo com a publicidade na página principal do canal (http://www.youtube.com.br/welingtonmineiro). O objetivo é aumentar o número de visualizações. Essa ação simples deu resultados imediatos: em sete dias acumulei US$ 20,27.
A meta é alavancar a audiência no YouTube e também obter lucros com o blog. Afinal de contas, a experiência como blogueiro vem sendo acumulada desde 2004. Tempo mais que suficiente para considerar-se maior de idade na blogosfera e pronto para ganhar seu próprio dinheiro. Outros blogueiros que também estejam nessa fase podem visitar o BlogContent (http://bit.ly/9tMjwP). Boa sorte! 

sexta-feira, março 02, 2012

O que é inteligência competitiva

Inteligência competitiva é a coleta de informações sobre os concorrentes de uma empresa para fazer seu próprio negócio mais competitivo.
Também conhecida como análise competitiva, trata-se de um tipo de pesquisa de mercadoconcebido e realizado para encontrar e manter partes de um negócio de mercado.
Coletar informações sobre a competição e analisá-la é uma parte importante de um plano de negócios, mas a inteligência competitiva é tão importante para as empresas estabelecidas quanto para as iniciantes. Novos concorrentes podem se mover em um mercado; concorrentes existentes podem mudar suas práticas.
Para empresas de sucesso, inteligência competitiva é regular e permanente. Sem ela, o empresário não será capaz de tomar as decisões de marketing que podem manter ou atrair clientes.
Que tipo de informação pode construir uma inteligência competitiva de pequenas e médias empresas? Informações sobre os produtos de um concorrente e/ou serviços e os preços que estão cobrando por eles, é claro, mas também informações como quem são seus fornecedores, o que os seus clientes dizem sobre eles, quais são suas políticas empresariais, que tipo de comunicações faz com seus interlocutores, etc. Em resumo, qualquer informação que vai ajudá-lo a saber mais sobre eles é relevante.
Fontes de inteligência competitiva para pequenas empresas incluem mídia, como jornais, televisão e internet, outros empresários, funcionários de seus concorrentes e seus clientes. Se uma empresa fabrica tijolos e argamassa, você certamente vai querer conhecer os produtos similares de seus concorrentes.
Há um recurso de análise competitiva que muitas vezes é subutilizado: os sites de seus concorrentes.
Os sites hoje, ao mesmo tempo que aumentam a transparência corporativa e dão maior poder ao consumidor no diálogo com a empresa, permite que os comerciantes meçam suas conversões. As empresas gastam muito dinheiro na manutenção de seus sites para que eles possam atrair e influenciar as perspectivas, clientes e analistas.
Lembre-se que toda informação que postar em um blog ou site é pública. Se você não está aproveitando este rico - e livre - recurso de inteligência competitiva, está perdendo tempo.
O que é inteligência competitivaAqui estão cinco coisas que você deve fazer regularmente para efetivamente controlar seus concorrentes e descobrir seus segredos não tão ocultos:
1. Identifique seus concorrentes.
Você está pensando provavelmente, "mas eu  conheço todos os meus concorrentes". Nem sempre. Novas empresas chegam aparentemente do nada, antecipando as empresas existentes com diferentes tecnologias ou abordagens que nunca imaginaram.
Muitas vezes uma empresa em uma área adjacente vai mudar seu posicionamento para tentar o endereço do seu mercado, ou uma startup pode surgir em uma área relacionada. Você precisa criar uma lista de seus principais concorrentes e verifique se você continua no caminho certo.
Para fazer isso, procure no Google os termos que descrevem a sua indústria, seus produtos e serviços. Você também pode usar um recurso pouco conhecido do Google. No campo de pesquisa, em "related: www.suaempresa.com" e o Google irá mostrar uma lista de empresas que considera relacionadas com a sua. Preste atenção nas empresas novas que aparecem e veja se alguma delas representa uma ameaça.
2. Verifique as páginas de seus concorrentes em casa para mudanças de posicionamento.
Quando você visita um site de uma empresa, procure primeiro em sua página inicial para ver se eles fizeram mudanças na maneira como eles descrevem seus produtos e serviços. Examine cuidadosamente como eles enfatizam diferentes características ou benefícios e como eles estão se posicionando. Às vezes você pode aprender muito, mesmo com as mudanças sutis que seus concorrentes fazem em sua home page.
3. Reveja as feiras que participar
Feiras e eventos podem valer uma grande fatia do orçamento de uma empresa, por isso é importante saber em quais delas estarão seus concorrentes. Reveja periodicamente a página de eventos em seus sites e mantenha uma planilha com nomes, datas e locais dos eventos que seus concorrentes planejam estar. Você pode então ver qual deles você pode querer se participar também.
Se você encontrar um deles em uma feira, você pode se perguntar: "Por que eles estão apresentando neste evento?" Pode ser um indicador de um novo mercado que estão entrando - talvez um que você deve considerar também.